HOMEOPATIA PARA PROBLEMAS INFANTIS

 

 

REMÉDIOS PARA CRIANÇAS (DE BEBÊS ATÉ A IDADE DE 12 ANOS)

O Dr. George Vithoulkas ensina que os seguintes sintomas característicos (KEY-NOTES) devem levar-nos sem hesitação a usar os remédios por ele recomendados, principalmente em crianças:

 

1 – Transpiração (suores) na região cervical (atrás do pescoço) durante o sono, chegando a molhar o travesseiro. Calcarea carbonica 30CH. (Não importa em que doença!)

 

2 – Salivação excessiva, até mesmo enquanto a criança está ereta no colo da mãe. Mercurius solubilis 30CH.

 

3 – Quando tem acesso a sal, a criança pega o sal e coloca-o na boca. Natrum muriaticum 30CH.

 

4 – Erupções nas nádegas e no períneo, de cor vermelho-escura (se for vermelho-clara, não serve de base). Medorrhinum 30CH.

 

5 – Vômito repetitivo em qualquer caso, especialmente quando acompanhado de tosse. (A criança vomita, mas depois de algum tempo volta a vomitar, e de novo, de novo.) Ipeca 30CH.

 

6 – Crianças que roncam dormindo, especialmente com agravação no meio da noite. O barulho costuma fazê-las acordarem. Kalium sulphuricum 30CH.

 

7 – A criança tem sede, parece assustada, não se lamenta, não faz nada, mas está aterrorizada. (Sede acompanhada de medo!). Phosphorus 30CH.

 

8 – Verrugas grandes nos dedos das mãos. Thuja 30CH.

 

9 – Muitas verrugas no rosto, verrugas grandes. Calcarea carbonica 30CH.

 

10 – A criança queixa-se e geme durante a dentição. Sem dúvida alguma, Chamomilla 30CH.

 

11 – Mas, se a criança queixa-se e geme sem razão (ela não consegue dar uma razão ou você não encontra razão), então o remédio é Calcarea phosphorica 30CH.

 

12 – Fontanelas abertas. Calcarea phosphorica 30CH.

 

13 – A criança queixosa, com algum problema digestivo (vômito ou diarreia) e nada consegue reconfortá-la. Antimonium crudum 30CH.

 

14 – Cabeça quente e pés frios. Belladonna 30CH.

 

15 – Cabeça quente e pés quentes também, mesmo que haja febre alta e rosto vermelho típico de Belladonna. Aconitum napellus 30CH.

 

16 – A criança insiste em dormir sobre os joelhos e cotovelos. Medorrhinum 30CH.

 

17 – Cólicas em crianças, em que há ruídos retumbantes a intervalos regulares (de duas em duas horas), sempre obrigando a criança a defecar. Illicium 30CH [Anis – Anisum Stellatum (sinonímia)].

 

18 – Cólicas acompanhadas de muitos arrotos. Lycopodium 30CH.

 

19 – Cólicas que cessam quando a criança é colocada de bruços (sobre a própria barriga). Belladonna 30CH.

 

20 – Cólicas aliviadas quando as coxas da criança são apertadas contra a barriga. Colocynthis 30CH.

 

21 – Criança chora ao ser colocada na cama. (O movimento para baixo incomoda a criança.) Borax 30CH.

 

22 – A febre não está sincronizada com a pulsação. (Uma febre de 39°Celsius deveria ser acompanhada de uma pulsação de 110. Quando, nesse caso, a pulsação for de 75, diz-se que não é sincrônica.)  Pyrogenium 30CH.

 

 

Posologia: Os remédios devem ser comprados em farmácia homeopática confiável. Farmácia de manipulação não é aconselhável, pois serve a dois senhores.

 

A dose deve ser a menor possível (uma só gota em uma ou duas colheres de sopa de água).

 

Nos problemas agudos (cólicas, vômitos, dores) dar uma dose  e esperar o efeito. Se depois de algumas horas não houver melhoras, dar mais uma dose. Logo que surgirem melhoras, suspender o remédio até que as melhoras cessem, quando então dar-se-á mais uma dose.

 

 

Em problemas crônicos, como verrugas, fontanelas abertas, crianças que roncam, etc.), as doses serão muito mais espaçadas, indo de uma dose dia sim dia não, até doses semanais, ou mensais. O espaçamento entre as doses deve ser determinado pela reação da criança: enquanto ela estiver melhorando, nada de remédio; quando as melhoras cessarem ou começarem a desvanecer-se, repetir a dose.

 

Logo que me sobrar tempo, postarei aqui o método Hahnemaniano da chamada "solução medicinal", desenvolvida pelo Pai da homeopatia a fim de tornar a cura homeopática o  mais rápida, suave e permanente possível.

 

 

NOTÍCIA IMPORTANTÍSSIMA !!!

 

O famoso Complete Dynamics, um dos mais completos Repertórios homeopáticos do mundo, está disponível agora também na língua portuguesa.

 

Os países de língua portuguesa estiveram até agora prejudicados pela falta de bons livros de referência em português. Já os povos de língua inglesa têm acesso a uma literatura homeopática riquíssima, há mais de um século!

 

O Complete Dynamics vem agora suprir essa terrível lacuna em grande estilo, pois, além da Edição Profissional (só acessível mediante subscrição), oferece também a Edição Navegador, esta completamente gratuita.

 

Todos os que amam a homeopatia podem agora mesmo baixar o software em: www.completedynamics.com/

 

Aos que têm condições de ler em inglês, há outro software gratuito muito interessante. Chama-se Open Repertory (openrep). A versão gratuita é quase completa, só faltando acesso às várias Matérias Médicas. Entretanto, o acesso à Matéria Média Reversa é gratuito.

 

Estudar homeopatia não é coisa de profissionais de saúde apenas. Qualquer pessoa inteligente pode conhecer os recursos da homeopatia para manter-se saudável, sem precisar vender a alma ao diabo para pagar contas médicas.

 

NOTÍCIA ÓTIMA PARA QUEM CURTE HOMEOPATIA

 

Caso você queira aprofundar-se em Homeopatia, conhecendo a fundo o Sexto Organon e as potências LM, os fundamentos Hipocráticos dos ensinamentos hahnemannianos, pode matricular-se no curso "Homeopathic Online Education" do homeopata americano David Little. O curso é de quatro anos e custa, no total, USD 350. David Little e sua família dedicaram a vida a curar os enfermos e a ensinar homeopatia clássica.
 Se você lê inglês e já tem conhecimentos básicos de homeopatia, sugiro que faça uma visita ao site dele:  http://www.simillimum.com/

 

 

SE VOCÊ LÊ EM INGLÊS, PODE INSTRUIR-SE GRATUITAMENTE COM O CURSO "HEAL THYSELF" (CURA-TE A TI MESMO), NO SITE

- www.homeopathycourseonline.com/

TRATAMENTO HOMEOPÁTICO DO EBOLA

 

[Trecho do livro Homeopathy - An A to Z Home Handbook, de Alan V. Schmukler]

 

Ebola

Doença viral grave, altamente contagiosa, amiúde fatal, que apareceu primeiro na África em 1976. O período de incubação vai de três a quatorze dias. É transmitida principalmente pelo toque, mas também pelo ar. Os sintomas iniciais incluem latejamento atrás dos globos oculares, dor nas costas, febre, náusea, vômitos e diarreia. Logo em seguida, surge uma erupção que cobre o corpo inteiro. Pode haver sangramento pela boca, pelo reto, pelos olhos, ouvidos, nariz e pele. Os olhos ficam com um vermelho vivo, como rubis, e a face, inexpressiva. A morte deve-se geralmente a falência renal e choque.

Obs.: A destruição de florestas que abrigavam essa doença é a causa provável do seu aparecimento. Acredita-se que a primeira vítima humana a tenha contraído de um macaco. A importação e o uso de macacos como animais de laboratório também representam um risco.

*Crotalus horridus: Hemorragia generalizada – sai sangue pelos olhos, ouvidos, nariz, boca, reto ou pele. Suor e urina com sangue. Bolhas na pele, face amarela e língua vermelho-claro. Não consegue engolir sólidos (oposto de Lachesis). Tem a ilusão de que o cérebro está se decompondo. Chora facilmente com o desespero. Tem sono, mas não consegue dormir. Sintomas de lateralidade direita (Lachesis tem lateralidade esquerda). As dores aparecem e desaparecem subitamente. Piora após dormir, pela manhã e ao anoitecer, e com esforços.

*Lachesis: Hemorragia contendo porções de sangue decomposto, lembrando trigo tostado. O paciente tagarela muito, treme, é incapaz de projetar a língua porque ela treme. Confuso e deprimido. Não suporta nada apertado no pescoço. Puxa o colarinho. Sintomas de lateralidade esquerda (oposto de Crotalus). Piora depois do sono, com temperatura morna, pressão, roupas apertadas ou o mais leve toque. A pele parece púrpura e forma úlceras ou bolhas escuras. Face púrpura, mosqueada e inchada. Não consegue engolir líquidos (mas consegue engolir sólidos). Piora com bebidas quentes. O fígado é sensível ao toque. A respiração para ao adormecer.

Phosphorus: Hemorragia de sangue vermelho claro. Extrema sensibilidade a luz, sons e odores. Ânsia por bebidas geladas. Temeroso e sobressalta-se facilmente. Deseja companhia e tem medo quando só. Círculos azulados abaixo dos olhos. Vê como que através de um véu. Sensação de calor na coluna ou no peito. Sensação de peso sobre o peito. Pneumonia. Piora deitado sobre o lado esquerdo. Piora com comida ou bebida quente e ao anoitecer. Melhora dormindo. Sonhos de incêndio e de hemorragia.

Bothrops: Hemorragia por todos os orifícios. Face inchada, vômito negro. Tremor seguido de suores frios. Tremores. Não consegue falar. Cegueira durante o dia por causa da sensibilidade à luz do sol. Hemorragia da retina, embolia pulmonar. Paralisia de um só lado (hemiplegia). Piora sobre o lado direito.

Mercurius corrosivus: Muita transpiração e o paciente piora depois de suar. Tem excesso de saliva e pode babar. Grande sede. Dor por trás dos olhos, sensibilidade a luz; a íris parece anuviada e nem se contrai nem se dilata. Pálpebras inchadas e vermelhas. Pulsação violenta nos ouvidos. Garganta inchada, dolorida e queimando. Vômito verde. Espasmos dolorosos do ânus. Abdome distendido. Diarreia quente, sanguinolenta e repulsiva. A urina é quente e ardente, e há espasmos da bexiga. Piora à noite.

* Os remédio com este sinal recebem ênfase do autor.

Obs.: O autor recomenda os remédios na dinamização 30CH. Quando a dinamização recomendada é outra, já vem assinalada ao lado do remédio.


LIVRO DE HOMEOPATIA TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS

 

Um dos melhores livros de homeopatia para uso das famílias está disponível em português para nós brasileiros: “Homeopathy – An A to Z Home Handbook”, do homeopata americano Alan V. Schmukler.

 

O livro de Alan Schmukler é um livro honesto, de um homem honesto, preocupado com o sofrimento humano, e oferece conhecimentos básicos de homeopatia a qualquer pessoa que saiba ler de verdade (consultar um dicionário, entender os sinais de pontuação, etc.).

 

A versão em português seria motivo de festa para os brasileiros, mas, infelizmente, a versão tupiniquim é uma versão malandra – eu diria, safada – do magnífico original, pois, em vez de conter todos os 13 capítulos, só contém o capítulo 3 e pouco mais que isso (de fato, tudo foi omitido a partir do capítulo 4 até o 13!). Dá para acreditar em tamanha seboseira? Embora o capítulo 3 seja muito importante, pois dá o conceito de cada uma das doenças agudas e os vários remédios possíveis, os outros capítulos não são menos importantes, pois dão a base teórica e técnica indispensável à formação do estudante de homeopatia. Ensina o leitor a dinamizar os seus remédios em caso de necessidade, ensina a fazer remédios em regime de emergência, quando longe de farmácias homeopáticas, além de mil e uma outras coisas.

 

Alguém não quis que nós tivéssemos acesso a tamanha riqueza de conhecimentos.

 

E não se pode culpar aqui a chamada Big Pharma, nem a medicina convencional. A marmota só pode ter sido armada por homeopatas brasileiros. É uma pena! Sempre achei que uma pessoa só deveria envolver-se com homeopatia se fosse honesta, se fosse capaz de compaixão, se não cedesse à tentação de pôr em primeiro plano as suas conveniências e as de sua corporação. É a porcaria do ego levando a melhor, reduzindo médicos homeopatas a uma turminha sebosa que faz tudo que pode para manter o povo na ignorância, na dependência deles.

 

Mas penso que aqueles médicos que realmente curam, que realmente se importam com o sofrimento humano, não compartilham dessas mesquinharias.

 

Em suma, nem sei se recomendo a vocês a versão brasileira do livro de Alan Schmukler, ou se sugiro que esperem sair a tradução completa. Se é que vai sair!